7 erros ganhar visitas

Os 7 piores erros que cometemos ao tentar ganhar visitas

Para cada grande estratégia de promoção e direcionamento de tráfego de um blog existem pelo menos 10 estratégias ruins que enchem a internet e acabam incomodando muitas pessoas. Quem nunca teve um comentário do tipo “Obrigado pelo artigo. Visite meu site e conheça…”

Ser bem sucedido na internet não significa apenas saber fazer as coisas certas. É muito importante evitar as erradas para não “queimar a cara” como blogueiro. Ninguém quer dar um passo para frente e dois para trás, principalmente em blogs onde os nichos são extremamente concorridos. Agora, pense comigo, que nicho hoje em dia não é concorrido?

Se assim como vários blogueiros você deseja ter sucesso online, é muito importante blindar a imagem do seu blog para que erros bobos não o façam perder credibilidade na internet. Isso serve tanto para um blogueiro novo quando para um experiente.

Depois de algum tempo blogando, ficamos espantados com tantas besteiras que fizemos ao longo do tempo tentando promover nosso blog. Digo isso porque uma das maneiras mais óbvias de se queimar na internet é deixar um comentário para se promover, e me incluo nessa porque eu mesmo fiz muito disso (infelizmente). Mas como ninguém é perfeito e a melhor maneira de aprender é errando, tenho aqui algumas dicas para não cair numa furada.

Erro 1 – Enviar um email para vários blogueiros pedindo troca de links

A primeira e melhor maneira de queimar a cara é enviar emails pedindo troca de links ou alguma parceria recíproca ainda sendo um iniciante. É muito interessante ter uma área de parceiros com os quais podemos contar. Mas esses são parceiros de verdade, que temos admiração, respeito e gostamos sinceramente do trabalho. Não significa que uma área de parceiros serve para colocar qualquer site simplesmente porque ganhamos um link.

Pensando em otimização de sites, uma das coisas com as quais o Google mais se preocupa é a maneira com que seu blog é visto na internet. Se você distribui links para qualquer site pode ter certeza que está perdendo pontos com o Google e com os visitantes. Imagine comigo… Você tem um site de produtos eróticos e consegue uma parceria com um site pornô. A afinidade entre eles não quer dizer que quem entra no seu site quer ver pornografia. É preciso pensar muito bem antes de sair correndo atrás de parceiros.

Erro 2 – Correr atrás de links para os artigos do seu blog

Isso é outra coisa muito interessante e que está ligada com o item anterior. Sair correndo atrás de alguém que compartilhe seus artigos é como dar um tiro no próprio pé. Ao invés de conseguirmos seguidores, pessoas interessadas verdadeiramente no que falamos, estamos conseguindo pessoas que não nos suportarão (afinal, quem pede demais acaba sendo inconveniente).

Pense comigo… Se nós escrevemos um conteúdo excelente, inédito e inovador qual é o motivo para pedirmos para os outros compartilharem ou linkarem para ele? Apenas para ganhar um posicionamento rápido no Google? Se você tem um site pequeno e escrever um conteúdo bom é fato que ele vai demorar a ser disseminado, mas quando for será totalmente natural e você subirá. Se você tem um site grande seu conteúdo será disseminado automaticamente sem que você precise ficar pedindo.

Nesse caso, tenho uma dica muito simples para que você ganhe links mais rapidamente para seus melhores conteúdos. Crie banners incríveis com o título do seu artigo e uma chamada à ação e inclua na sidebar do seu blog. Quem disse que banners servem apenas para propaganda externa? Em pouco tempo você notará mais likes, +1, tweets e comentários.

Erro 3 – Deixar comentários manjados em blogs

Essa é a coisa mais terrível e broxante da internet. Vou repetir. Essa é a coisa mais terrível e broxante da internet. Vou repetir de novo e destacar. Essa é a coisa mais terrível e broxante da internet.

Não sei se você já parou para analisar, mas sempre tem alguém que deixa um comentário do tipo:

Li seu artigo e gostei muito. Obrigado pelas excelentes dicas. Parabéns!

Abraços,
Fulano de Tal
www.sitedofulanodetal.com.br

Eu fico extremamente feliz quando recebo um comentário onde a pessoa elogia profundamente meus artigos ou escreve um simples obrigado, despretensioso e humilde. Mas em meio a muitos que leem os posts, existem aqueles que querem apenas se promover através de comentários. Isso incomoda, desanima, broxa qualquer blogueiro. Isso não dá certo, pois as pessoas se lembrarão de quem comentou e quando isso acontecer a rejeição será grande.

Veja Também: Admirável Emprego Novo

Erro 4 – Participar de fóruns para promover seu site ou a si próprio

Uma outra forma de promoção furada é feita em fóruns. Para quem não sabe, esse é um ambiente para troca de informação sobre assuntos comuns. Grande parte dos fóruns é aberta ao público e com links follow, o que incentiva blogueiros e webmasters a tentarem a sorte compartilhando seus próprios links (que as vezes não agregam nada).

O primeiro problema disso é a perda de tempo, pois o Google tem um mecanismo de controle para identificar o formato do site que está distribuindo o link. Um fórum tem infinitamente menos qualidade, em termos de estruturação de conteúdo, do que um blog comum, assim como um blog tem menos qualidade do que um portal do tipo UOL. Então, não vale a pena queimar a cara postando em vários fóruns para ganhar tráfego ou ser melhor rankeado. Essa é uma “técnica” ultrapassada.

O segundo problema é que a pessoa que faz esse tipo de coisa acaba atrapalhando a discussão de outras pessoas que estão interessadas verdadeiramente em discutir o assunto. Vale mais à pena participar ativamente de um fórum do que ficar incomodando com links.

Erro 5 – Submeter os artigos para agregadores

Depois das mais fortes atualizações do Google para conteúdo de qualidade, Panda e Pinguim, é um tremendo engano pensar que os agregadores podem fazer alguma diferença no rankeamento. De acordo com o que o Pedro Dias falou no Afiliados Brasil desse ano, não é recomendado submeter artigos para os agregadores, pois além de gerar conteúdo de graça estaremos abrindo espaço para que eles se posicionem na nossa frente (pelo grau de relevância que já possuem) e monetizem nosso próprio conteúdo. No final das contas, fazer isso é como pedir para o Google nos rebaixar no rankeamento.

Erro 6 – Pensar em otimização (SEO)

Agora tenho certeza que vou ser xingado, mas primeiro vou fazer uma pergunta para você refletir: qual é a motivação que temos hoje em dia para fazer tanto SEO?

Pense comigo… Se quisermos ter sucesso na internet, escrever um bom título é nossa obrigação, não é SEO. Colocar ilustrações com descrição é nossa obrigação, não é SEO. Construir conteúdo de qualidade e compartilhavel é nossa obrigação, não é SEO. Colocar links de contexto é nossa obrigação, não é SEO. Colocar descrições na página é nossa obrigação, não é SEO. Falar de assuntos que o leitor procura é nossa obrigação, não é SEO. Manter um bom relacionamento com outros blogueiros é nossa obrigação, não é SEO. Tudo isso leva a uma consequência: os linkbacks. Isso também não é SEO.

Cara, SEO NÃO EXISTE! É uma métrica do Google. É uma denominação que nós inventamos. É qualquer coisa. Poderíamos até chamar de MSU (Melhorar o Site para o Usuário), PNU (Pensar No Usuário), TPU (Tudo Para Usuário) ou qualquer outro nome! A essência do SEO é fazer um site melhor para quem o acompanha. O Google se baseia nisso e tenta extrair o máximo de informações relevantes para verificar se o site é realmente bom.

Agora você pode estar pensando: “tá, mas então eu tenho que parar de tentar conseguir novos links para meu site porque o Google vai saber que ele é bom?” Não. Mesmo que você crie um site perfeito internamente, você ainda deve correr atrás de links porque o mercado está cheio de pessoas que fazem isso e uma das métricas do Google é essa. Infelizmente tem que entrar na dança para ter sucesso.

Mas entenda que a partir do momento em que você corre atrás de alguma coisa para melhorar o posicionamento do seu site você está sujeito a penalidades. Então, se for fazer linkbuilding tenha certeza de conseguir os melhores links, senão não vale a pena o risco.

Erro 7 – Copiar um monte de selos de agregadores e redes sociais para seu blog

Sempre achei muito bacana blogs que tinham na barra lateral um monte de selos de agregadores e redes sociais, pois passavam a ideia de serem bastante requisitados e importantes. Quando eu num daqueles selos não encontrava nada de útil. Serviam apenas para que o agregador aceitasse um link mais rapidamente.

Lembro que na primeira atualização do Panda vários sites que eu acompanhava e que utilizavam esses selos tinham sido afetados. Não posso garantir que o problema seja a quantidade de links de saída, mas com certeza não é natural ter uma barra lateral com 10 selos para agregadores de notícias. Basta se perguntar: eu recomendo todos esses agregadores para meus usuários ou estou apenas cumprindo um combinado para ter meus links aprovados?

Conclusão

Quando estamos começando a blogar é normal comentarmos para nos promover e mostrar nosso trabalho, trocar links com outros blogs, se cadastrar e utilizar vários agregadores de conteúdo, pensar em SEO acima de tudo e fazer qualquer tipo de coisa para receber algumas visitas a mais. O problema é que a longo prazo não compensa fazer isso porque demanda muito trabalho e com certeza você não conseguirá manter um ritmo constante.

Quando você perceber que a realidade do tráfego é agradar ao usuário entenderá que ali está a chave de todo o sucesso. Quando falarmos para nós mesmos “hoje eu começo um blog especial para meu leitor”, teremos uma base para daqui a alguns meses estarmos ganhando milhares ou milhões de reais trabalhando na internet. Pense nisso e tenha um excelente dia!

Abraços!

Veja Também: Viver de Vendas

Email-Marketing

Estratégias para melhorar a taxa de entrega das suas campanhas de Email Marketing

O Email Marketing é hoje uma das ferramentas mais utilizadas por blogueiros e profissionais que desejam escalar os seus negócios de uma forma rápida. É também uma das formas mais simples de você conseguir aumentar os seus rendimentos gradualmente ao longo do tempo, capturando contatos para a sua lista, e usando a sua lista de email marketing para realizar vendas.

Eu trabalho online e sei muito bem que preciso de uma lista muita feita e de muita interação para conseguir realizar vendas e crescer um negócio online da maneira certa.

No entanto, muitos blogueiros utilizam as estratégias erradas para comunicar com os seus leitores e/ou as ferramentas erradas para dispararem os seus emails. Ambas as coisas são fulcrais no resultado que você irá obter junto dos seus subscritores, portanto, é altura de você se profissionalizar e começar a usar as ferramentas e estratégias certas, caso contrário continuará a viver na sombra dos grandes blogueiros que realmente ganham muito dinheiro.

Embora o Email Marketing não seja o método de divulgação mais atraente de entre todos os disponíveis no mercado, ou quando comparado com banners publicitários, resenhas, etc., que à partida são métodos mais apelativos, a verdade é que ele gera um retorno extremamente superior aos outros métodos e permite-lhe escalar facilmente os seus rendimentos. Para o ajudar a tornar as suas campanhas mais eficientes, reunimos um conjunto de estratégias que recomendamos você a seguir, caso deseje obter os melhores resultados possíveis.

Escolher a plataforma correta

Entre Emailchute e Aweber existem centenas ou milhares de empresas de envio de emails no mercado. No entanto, escolher a empresa correta é fundamental nos resultados que as suas campanhas irão gerar. Muitos blogueiros optam por soluções gratuitas ou de custo muito baixo, e acabam por não conseguir gerar os resultados desejados. A diferença de preço que existe entre uma empresa de qualidade e uma empresa de baixa qualidade, é que no primeiro caso você tem a garantia de que os seus emails são realmente entregues, o que faz toda a diferença nos resultados das suas campanhas.

Quando começámos a utilizar o Emailchute, por exemplo, os nossos resultados melhoraram drasticamente em relação à plataforma que utilizávamos anteriormente, a qual não garantia resultados e ainda por cima era utilizada por muitos spammers para fazer disparos de emails em massa, tornando o IP dos servidores blacklisted, o que originava um retorno muito baixo nas campanhas. Embora o investimento com o Emailchute seja superior a R$300 por mês, a verdade é que o retorno em termos de campanhas enviadas para os subscritores é extremamente compensatório.

Com uma taxa de entrega superior a 90%, estamos extremamente tranquilos quanto ao facto de nossos subscritores receberem nossos emails. A juntar a isso, as taxas de abertura e cliques nas campanhas aumentaram drasticamente, ao passo que as taxas de Spam e não-entrega reduziram imenso em relação ao provedor anterior, fazendo com que o investimento realmente valha a pena. Portanto, escolha um bom provedor para os disparos de emails, e o retorno que você irá obter será extremamente compensador em relação ao investimento que você estará fazendo na plataforma.

Evite a utilização de palavras de Spam

A grande maioria dos clientes de email como o Gmail, Hotmail, etc., têm filtros automatizados que colocam determinados emails com determinadas palavras na pasta de Spam. Para conseguir os melhores resultados possíveis, você deverá evitar ao máximo a utilização de palavras de spam nos seus emails, quer seja no título do email, como também no conteúdo do mesmo. Isso irá ajudar você a conseguir melhores resultados com as suas campanhas, mas acima de tudo, irá ajudá-lo a conseguir atingir mais subscritores com o mesmo tipo de email.

Vejamos algumas palavras a evitar nos títulos dos seus emails:

  • R$ R$ R$, €€€, $$$
  • Melhor Preço
  • Dinheiro
  • Custo
  • Crédito
  • Desconto
  • Ganhar
  • Grátis
  • Comprar
  • Encomendar
  • Etc.

Os caras do Hubspot criaram um post com uma listagem extremamente completa de palavras que são utilizadas pelos clientes de email para marcarem um determinado conteúdo como spam de forma automática. Embora as palavras estejam em Inglês, uma simples tradução para português irá ajudá-lo a encontrar facilmente algumas das palavras que você deverá evitar utilizar nos títulos dos seus emails, caso contrário saberá que os mesmos acabarão na grande maioria das vezes, nas caixas de spam dos seus leitores.

Estratégias básicas na criação de Emails

Quando você está escrevendo um Email para uma campanha que pretende enviar para os seus subscritores, é importante que você não esqueça algumas das regras básicas do email marketing. Estas estratégias são normalmente tidas em consideração pela grande maioria dos profissionais que utilizam o Email Marketing para enviar conteúdos e campanhas para os seus leitores. Se não acredita, experimente subscrever a lista de emails de um dos seus blogueiros favoritos, e veja a forma como eles trabalham o email marketing junto da sua audiência. Seguindo estes princípios básicos, você terá mais chances de atingir o seu público-alvo com regularidade.

  • Não usar vermelho no texto – A primeira regra básica de um email é não conter texto ou links a vermelho. Muitos spammers usam o vermelho nos seus emails, o que poderá originar que os seus emails sejam detetados como Spam e acabem nas respectivas caixas de Spam dos seus leitores, portanto, evite a utilização do vermelho a qualquer custo.
  • Letras em caixa alta – A utilização de letras e texto em caixa alta é outro erro quando se trata de envios de email. Tanto no título do email, quanto no texto, deverá evitar a utilização da caixa alta.
  • Utilização exagerada de símbolos – Conforme vimos anteriormente, símbolos como $$$ podem passar a mensagem errada aos clientes de email, e levar os seus textos diretamente para o Spam. Evite a utilização excessiva de símbolos nos emails. Seja pragmático e simples.
  • Demasiados links nos emails – Um email com muitos links de texto pode ser também ele marcado como spam. Utilize no máximo 2 ou 3 links por email, sempre com o objetivo de levar o seu leitor para o local correto.
  • Link para descadastrar – É obrigatório a utilização de um link que permita ao seu usuário se descadastrar da sua lista de emails. Coloque esse link no rodapé, de preferência um link que funcione e realmente permita ao usuário sair da sua lista de emails. Não tenha medo de perder subscritores com isso. É preferível que ele saia da sua lista, do que fique marcando seus emails como Spam envio após envio.
  • Endereços de contato – Utilize um endereço de email próprio para onde o usuário possa responder e/ou esclarecer suas dúvidas aquando da recepção de um email seu. Evite a utilização de emails do tipo nao-responder@seuemail.com a não ser em situações específicas em que o usuário não deverá realmente responder.
  • Utilize poucas imagens – As imagens em emails tornam o conteúdo demasiado pesado. Sempre que possível utilize mais texto do que imagens, para que os seus resultados sejam os melhores possíveis. O texto é extremamente leve, ao passo que as imagens são extremamente pesadas. Um equilíbrio é fundamental para melhores resultados.
  • Envios recorrentes – Contate a sua lista de emails não mais do que uma a duas vezes por semana. Se você estiver constantemente a contatar com a sua lista, a mesma acabará por perder o potencial que tem ao longo do tempo. Vá com calma, faça testes, perceba quais os dias que funcionam melhor e contate-os somente quando for necessário. Evite fazer spam ou enviar continuamente os mesmos conteúdos.
  • Enviar sempre o mesmo conteúdo – Se você tem somente um produto para venda no seu blog e todas as semanas está contatando a sua lista para promover esse mesmo produto, você está perdendo mais do que aquilo que está ganhando ao enviar esses emails. Faça marketing dos seus produtos, mas não seja spammer. Envie a campanha do seu produto mesclada com outros conteúdos, não esteja sempre saturando os seus leitores com a mesma propaganda aborrecida. Isso não gera mais vendas.
  • Remova pessoas que não abrem seus emails – Se um determinado usuário recebe constantemente os seus emails e não os abre, remova-o da sua lista. Esse tipo de usuário acaba por prejudicá-lo mais do que beneficiá-lo, portanto, se tiver oportunidade, remova o seu endereço de email da lista.
  • Faça campanhas só para quem não abriu o email anterior – Plataformas como a Aweber permitem o envio de campanhas de email para subscritores que não abriram um determinado email anterior, por exemplo. Se você enviar uma campanha para 10,000 usuários e somente 3,000 abriram o email, faça uma segunda campanha somente para os 7,000 usuários que não chegaram a abrir o seu primeiro email. Isso gera um retorno muito grande e fideliza os seus leitores à sua lista.

Faça teste e mais testes!

Aconteça o que acontecer, você precisará sempre de fazer testes até encontrar a fórmula perfeita para o seu negócio. Quer seja para aumentar as suas taxas de entrega, quer seja para gerar um maior retorno com os seus emails, você sempre precisará de realizar testes A/B até descobrir a pólvora. Portanto, crie diversos tipos de campanhas, formatos, títulos, etc., e analise individualmente a performance de cada um desses emails. Isso irá ajudá-lo a perceber o comportamento dos seus leitores, a encontrar os dias da semana que geram um maior retorno, e a conseguir alavancar os seus resultados mais rapidamente.

Dicas Extra: Minisites

Utililize essa estratégia junto com minisites e veja o que é fazer vendas todos os dias. Veja um exemplo aqui. Arrumar Namorado Rápido